Business News

Inflação em alta: Veja como economizar dinheiro e evitar dívidas | Economia


Fazer lista prévia de contas e poupar dinheiro ajuda na hora de economizar em meio à crise financeira
Sophia Bernardes

Fazer lista prévia de contas e poupar dinheiro ajuda na hora de economizar em meio à crise financeira

O endividamento das famílias bateu recorde em março, segundo levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC): 77,5% das famílias brasileiras fecharam o mês com alguma dívida. Esse é o maior percentual registrado nos últimos 12 anos, período em que a CNC realiza a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor.

Paralelamente, a escalada dos juros no Brasil encareceram o crédito: as taxas de crédito para pessoas físicas passaram de 39,4% em janeiro de 2021 para 46,3% em janeiro de 2022, segundo a CNC. Diante dessa realidade, o EXTRA listou algumas pequenas ações no dia a dia que vão ajudar o leitor a conrolar os gastos e, quem sabe, economizar.

O que mais pesa no bolso das famílias e empurra a tomada de crédito é a inflação, segundo avaliação do presidente da CNC, José Roberto Tadros. Com preços mais altos, elas precisam de mais dinheiro à disposição para conseguir manter os custos de vida.

A pesquisa também registrou outra máxima histórica: a proporção de famílias com dívidas ou contas em atraso foi de 27,8%, 3,7 pontos percentuais acima do que foi registrado antes da pandemia, em fevereiro de 2020. Desse whole, 10,8% das famílias declararam “não ter condições de pagar suas contas ou dívidas em atraso”, e vão permanecer inadimplentes.

O cartão de crédito foi responsável por 87% do endividamento no período e pressionou principalmente as famílias de maior renda. Já entre as famílias de renda baixa, o aperto veio nas modalidades do crédito pessoal e cheque especial.

Busque poupar antes de gastar

Para conseguir ter um orçamento equilibrado e um melhor controle da economia dentro de casa é importante que se crie uma cultura de poupar antes de gastar, para ter consciência do que está entrando e saindo diariamente.

Faça uma planilha de controle de gastos

É importante anotar as entradas e as despesas, para ter uma melhor noção dos gastos.

Identifique as despesas fundamentais

Com a planilha feita, fica mais fácil visualizar com o que seu dinheiro tem sido gasto, o que permite refletir sobre quais despesas são realmente fundamentais.

Programe a ida ao supermercado

O professor também aponta a dica de programar as compras do supermercado, de modo que seja possível ir apenas uma vez ao mês, e dessa forma evitar comprar o que não é necessário.

Faça uma lista prévia

Ao ir às compras, faça uma lista com os itens que realmente precisa comprar. Dessa forma, é possível ficar mais focado para ir diretamente ao produto, e não comprar em excesso ou adquirir uma mercadoria que já tenha em casa.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram
e fique por dentro de todas as notícias do dia

Atenção às compras

Uma dica additional para prestar atenção na ida ao supermercado: evite levar crianças, pois elas podem querer produtos que não sejam realmente necessários. Além disso, outro ponto a evitar é ir às compras na hora das refeições.

Não caia nas ilusões e no consumismo das redes sociais

É importante tomar cuidado com os apelos das redes para incentivar o consumo em excesso.

Evite pagar juros

Recorrer a meios como o crediário e entrar no rotativo do cartão de crédito pode ser o caminho mais curto para ter a vida financeira virada de ponta-cabeça. Por isso, quando for comprar alguma coisa, veja se é possível negociar um desconto à vista e, se for parcelar, tenha controle sobre o orçamento, para não pagar juros em nenhuma hipótese.

Busque realizar aplicações financeiras

O Brasil é um país que oferece boas taxas de juros para aplicações. Então, para as pessoas que forem mais controladas com seus gastos, existe uma boa rentabilidade, com baixo risco, para realizá-las.

Não perca a perspectiva do longo prazo

Com as despesas rotineiras, é comum pensar sempre a curto prazo, porém o especialista alerta que isso pode ser um grande erro. Segundo o professor, sempre é necessário trabalhar com a perspectiva de longo prazo.



Source hyperlink

Leave a Reply

Your email address will not be published.